Partners Business Council

Brasil 2015 – Tendência e Oportunidade

Brasil 2015 – Tendência e Oportunidade

Artigo Guaracy_tomato_logo

Inovação e Redução das Perdas e do Desperdício

Ao contrário de anos anteriores em que o Brasil já havia entrado no circuito do acompanhamento, do entendimento e, até mesmo, da adoção de tendências globais em alimentos como forma de identificar novas ideias e oportunidades para o lançamento de novos produtos, este e os próximos 2 ou 3 anos, como reflexo da recessão que nos atinge, tendem a ser diferentes no sentido de que uma tradicional atividade deverá fazer parte mais intensamente do planejamento e realização dos negócios de grande número de empresas, ou seja, o foco no custo da qualidade e nos estudos de produtividade.

Aliás, vale relembrar que uma das tendências mundiais identificadas pela Innova Market Insights detentora da base de dados “Innova Database” em 2013 para o ano de 2014 foi a “Redução das Perdas e do Desperdício” com um enfoque baseado tanto na reutilização de produtos e recursos e na reciclagem de subprodutos visando recuperação de energia, bem como na inovação em embalagens procurando prolongar a vida útil de produtos, além da maior disponibilidade de embalagens menores.

Para 2015, a Innova divulgou novas tendências envolvendo saúde e nutrição, marca própria, textura, teor proteico, rótulo limpo e outras. Apesar do foco ideal nesse momento para nosso mercado ser a Produtividade, claro que não vamos deixar de explorar oportunidades de inovar através da real e significativa diferenciação de um novo produto ou processo, com base nestas tendências, até porque a Inovação tal qual aconteceu com a Qualidade anos atrás também é hoje uma demanda presente que precisa ser atendida. Com certeza, o olhar da porta para dentro nos ajudará a identificar aqueles “detalhes” que no dia-a-dia acabam gerando desperdícios e poderão ser tratados como projetos de aprimoramento de custos. Além disso, se mantivermos nossa mente aberta, outros pequenos “detalhes”, sem dúvida alguma, também poderão contribuir para a identificação de um novo conceito de produto.

Por fim, é muito importante levar em consideração que a qualidade estabelecida de um produto de mercado deve ser respeitada porque o consumidor o tem como uma referência e não fica satisfeito quando são feitas modificações que não lhe agradam. Isto significa que a simples e contínua redução de custo através de formulação pode promover a saída do mercado de uma marca tradicional. Por outro lado, mesmo um aumento de custo de fórmula pode favorecer o aumento de lucratividade de um produto ou de uma linha seja através de aumento das vendas ou de consequentes melhorias obtidas no seu processamento, na distribuição, etc.

 

Autor do Artigo: Guaracy Pessôa

Químico Industrial com Especialização em Administração de Negócios, diretor da Sol Intal, consultor na área de Inovação e Desenvolvimento de Produtos, sócio da PBC – Food & Beverages Consultants

About the author / pbcgroup